13. Psicanálise e Teoria Política Contemporânea

R$76.00

Em estoque

Consulte o prazo estimado e valor da entrega

Não sei meu CEP

Descrição

Páginas: 272            Formato: 16×23

Edição: 2ª                Ano: 2021

ISBN: 978-65-86711-43-1

Resumo:

A obra se propõe tanto a examinar algumas teses que podem vir a integrar o campo de debates entre Psicanálise e Política, quanto a fomentar uma pergunta basal: como se pode dialogar o âmbito do sujeito do inconsciente com o âmbito da coletividade e da pluralidade, próprias à política? Cada autor coloca em ato sua resposta a essa questão. E, em certo sentido, a tese que se sustenta pelo conjunto dos textos é a de que o sujeito do inconsciente não se opõe ao âmbito coletivo das questões que concernem à política, mas tanto habita seu cerne quanto se deixa interrogar por ela. Nesse sentido a presença da psicanálise nesse debate é não apenas importante, como necessária.

Índice:

Introdução

1. Lógica da Exclusão: Intolerâncias e Narcisismos entre Estabelecidos e Outsiders (André Oliveira Costa)

2. A Incidência do Pensamento de Sigmund Freud na Obra de Norbert Elias e a Radicalidade no Exame dos Processos Civilizadores (Paulo Cesar Endo)

3. Autocoerção e Instância Superegoica: Elementos de Reflexão sobre a Referência de Elias à Psicanálise Freudiana (Sabine Delzescaux)

4. Guerra, Esperança e Medo: Escritos sobre Violência ao Fim de uma Vida Longeva (Tatiana Savoia Landini)

5. Psicanálise e Políticas Inclusivas (Rinaldo Voltolini)

6. Responsabilidade e Indignação: Entre Weber e a Psicanálise (Ivan R. Estevão)

7. Ocupando a Esperança: Notas de uma Experiência de Ocupação na Universidade (Edson Luiz André de Sousa; James Block; Léo Tietboehl; Fernando Araujo; Sofia Tessler; Manoela Guimarães; Lorenzo Ganzo Galarça)

8. A Voz da Tanatopolítica (Mauro Mendes Dias)

9. Agamben e a Psicanálise: Articulações em Torno de Política e Resistência (Miriam Debieux Rosa e Aline Souza Martins)

10. Ação e Subjetividade: Arendt e Lacan (Adriano Correia e Gabriela Gomes Costardi)

11. Reflexões sobre a Autoridade: Um Diálogo entre Hannah Arendt e Jacques Lacan (Gabriela Gomes Costardi e Paulo Cesar Endo)

12. Ato Psicanalítico e Ação Política: Uma Conversa entre Jacques Lacan e Hannah Arendt (Gabriela Gomes Costardi)

Sobre os organizadores:

ANDRÉ OLIVEIRA COSTA – Psicanalista. Mestre em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pós-doutor pelo Programa de Pós-graduação Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades (FFLCH/USP). Professor Visitante do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFSM. Membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre (APPOA), do Museu das Memórias (In)possíveis (Instituto APPOA) e da Sociedade Internacional de Filosofia e Psicanálise (ISPP/SIPP). Autor de A lógica da alteridade: um estudo da figura do senhor e do servo de Hegel Arqueologia do inconsciente: os primeiros escritos de Freud.

GABRIELA GOMES COSTARDI – Psicanalista. Membro da Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano. Graduada em Psicologia pela Universidade Paulista, mestre pela Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas e doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo. Realizou estágios de pesquisa no Centro Hannah Arendt do Bard College – Annandale-On-Hudson, NY, EUA (2012) – e no Programa de Teoria Crítica da Universidade da Califórnia – Los Angeles, EUA. Trabalha com pesquisa interdisciplinar sobre temas que perpassam a psicanálise lacaniana e a teoria política de Hannah Arendt.

PAULO CESAR ENDO – Psicanalista. Professor Livre-docente do Instituto de Psicologia da USP e da Pós-graduação Humanidades, Direitos e Novas Legitimidades (FFLCH/ USP). É coordenador de projeto regular na FAPESP. Atualmente é membro ds Unit Research on Dreams, memories eand Imagination Studies (Polônia/Gdansk), da Memory Studies  Association (Dinamarca/Holanda/Espanha) e da memory Studias Assocaiton Latin America. É representante brasileiro no conselho consultivo da Rede Interamericana de Pesquisa em Psicanálise e Política e assessor dos Territórios Clínicos de la Memoria (Argentina) . Tem mais de uma centena de artigos, capítulos e livros publicados no Brasil e no exterior e em 2006 ganhou o prêmio Jabuti com a obra “A Violência no Coração da Cidade: Um Estudo Psicanalítico”. Coordena, desde 2016, do Grupo de Pesquisa Direitos Humanos, Democracia, Política e Memória do Instituto de Estudos Avançados da USP (GPDH-IEA/USP). É um dos organizadores do coletivo Psicanalistas pela Democracia (PPD) e, no Brasil, é membro pesquisador do Laboratório de Psicanálise, Arte e Política (UFRGS).