Estilos do cuidado: a psicanálise e o traumático (DISPONÍVEL NAS LOJAS VIRTUAIS)

R$55.00

Fora de estoque

Avise-me quando chegar!

Descrição

Páginas: 176           Formato: 16×23

Edição: 1ª                Ano: 2017

ISBN: 978-85-5524-036-2

Resumo:

Este livro abrange as diversas modalidades do cuidado, partindo das concepções que regiam a técnica psicanalítica – como a abstinência no campo transferencial e o primado da interpretação – as quais cederam gradativamente lugar, na história da constituição do campo psicanalítico, a um estilo clínico caracterizado pelo privilégio atribuído aos princípios para uma ética do cuidado em psicanálise: a hospitalidade, a empatia e a saúde do analista.

Índice:

Apresentação e agradecimentos

      Parte 1 – Estilos do cuidado

  1. Princípios para uma ética do cuidado em psicanálise: hospitalidade, empatia e Saúde do analista
  2. A maldição egípcia e as modalidades de intervenção clínica em Freud, Ferenczi e Winnicott
  3. A “desautorização” em Ferenczi: do trauma sexual ao trauma social
  4. Trauma, sofrimento psíquico e cuidado na psicologia hospitalar

      Parte 2 – Psicanálise, instituições e cultura

  1. Humor, desidealização e sublimação na psicanálise
  2. Quem quer ser senhor da sua própria casa?
  3. Sobre a produção psicanalítica e os cenários da universidade

      Parte 3 – Retorno às origens e ao originário

  1. O poder da palavra e a origem do pensamento freudiano
  2. A criança, o infantil e o que o psicanalista (não) sabe
  3. Sobre o final de análise com crianças e adolescentes

Sobre o autor:

Daniel Kupermann, professor Livre-Docente do Departamento de Psicologia Clínica do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), onde coordena o psiA – Laboratório de pesquisas e intervenções em psicanálise; bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq; psicanalista e autor de vários artigos publicados em revistas especializadas nacionais e estrangeiras, bem como dos livros Estilos do Cuidado (Zagodoni); Transferências cruzadas: uma história da psicanálise e suas instituições (Escuta), Ousar rir: humor, criação e psicanálise, e Presença sensível: cuidado e criação na clínica psicanalítica (Civilização Brasileira). É co-organizador de A fabricação do humano e Amar a si mesmo e amar o outro (Zagodoni).