O sujeito à deriva: temporalidades, narrativas e subjetivação na contemporaneidade

R$49.00

Em estoque

Consulte o prazo estimado e valor da entrega

Não sei meu CEP

Descrição

Páginas: 152            Formato: 14×21

Edição: 1ª                Ano: 2019

ISBN: 978-85-5524-089-8

Resumo

O livro contribui com elementos para um pensamento crítico sobre a cultura na atualidade e, mais especificamente, fornece condições para a compreensão das novas modalidades de subjetivação e de sofrimento do sujeito na contemporaneidade.

Índice

Parte I: O capitalismo flexível e os efeitos dos modos de regulação temporal do trabalho na contemporaneidade

1.1. Tempo é dinheiro!

1.2. Ilusão?

1.3. A financeirização da experiência, o capital humano e a mobilização total

1.4. O tempo do curto prazo, a flexibilidade e a falta de futuro

1.5. O sujeito à deriva, o sono e o sonho

Parte II: A perda da narrativa e a miséria simbólica

2.1. Um dueto: Benjamin e Freud

2.2. Você S/A

2.3. A proliferação dos livros de autoajuda no campo dos negócios

2.4. O Monge, o executivo e o leitor

2.5. Novas autoridades, novos ideais e novas formas de subjetivação?

Parte III: Considerações finais

Sobre a autora

Débora Moraes

Psicóloga, mestre e doutora em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Professora. Pesquisadora-colaboradora vinculada ao Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica e Cultura da Universidade de Brasília (UnB).