Teatros do Eu

R$68.00

Fora de estoque

Avise-me quando chegar!

Descrição

Páginas: 208          Formato: 16×23

Edição: 2a.             Ano: 2015
ISBN:  978-85-64250-96-3
ResumoTeatros do Eu. Ilusão e Verdade na Cena Psicanalítica – Utilizando a metáfora do teatro, Joyce McDougall coloca à luz dois aspectos da atividade psíquica: o cenário (ou local) onde se passa a cena e os personagens que a interpretam. O primeiro diz respeito à economia psíquica e o segundo ao significado dinâmico. Cabe ao Eu compor com esses elementos, manter o sentido e canalizar as forças de investimento e, para chegar a tanto, é necessário invenção e imaginação.

Índice:

Prefácio de Otto Kernberg
Prólogo. O teatro psíquico e a cena psicanalítica
1. Entre a estase e o êxtase: reflexões sobre o processo psicanalítico
2. Cenas da vida psíquica
3. O teatro transicional e a busca dos personagens
4. A interpretação do irrepresentável: “uma criança é devorada”
5. Estados psicossomáticos, neurose de angústia e histeria
6. Elaboração e transformação do repertório psíquico
7. Reflexões sobre o afeto: uma abordagem psicanalítica da alexitimia
8. Do psicossomático à psiconeurose
9. O teatro franco: reflexões sobre a economia narcísica
10. O cenário narcísico e o papel da sexualidade arcaica
11. Neossexualidades
12. Cenas de fantasia, ilusão e morte
Epílogo. Ilusão e verdade
Referências
 

Sobre a autora:

Nascida em Dunedin, na Nova Zelândia, cursou Psicologia na Faculdade de Artes e Ciências da Universidade de Otago, onde leu todas as obras de psicanálise e teve acesso às palestras de Donald Winnicott. O teatro permeou a vida e as obras de Joyce McDougall; ao trabalhar como atriz numa peça de Dylan Thomas, conheceu o seu primeiro marido: Jimmy McDougall. Mudou-se para Londres e iniciou a formação psicanalítica na Sociedade de Psicanálise Britânica. Recebeu uma proposta da UNESCO para trabalhar em Paris, e ali retomou sua formação na Sociedade Psicanalítica de Paris. Foi então eleita membro titular desta Sociedade, na qual ocupou diversas funções institucionais, sendo também membro de várias associações e instituições psicanalíticas. É autora de importantes obras, como: “Em Defesa de uma Certa Anormalidade” (1978), “Teatros do Corpo. O Psicossoma em Psicanálise” (1989), “As Múltiplas Faces de Eros” (1995), entre outras.